QUEM SÃO OS PEQUENINOS A QUEM JESUS FALAVA?




Jesus não forçou ninguém a ouvir suas palavras, nem aceitar suas lições. Não perseguiu ninguém. Ele falava aos que o procuravam espontaneamente porque enxergavam a importância dos seus esclarecimentos.

Mas quem eram essas pessoas? Eram os pequeninos da parábola, os “pobres de espírito” [1], os que não buscavam o brilho social ou da inteligência, mas desejavam “ser” em vez de “ter”.

A lição é muito atual. Quanto mais se busca a vida sofisticada, mais as pessoas se afastam das leis de Deus. Onde imperam o orgulho e a vaidade, como nas grandes cidades, acredita-se que o materialismo, diplomas e autoridades bastam.

Quando se trata das lições de Jesus, os grandes desprezam, os sábios pedem provas, mas os pequenos e simples aceitam.

O simples, que tem humildade e fé, não se opõe [2]. Ele está livre para avançar ao progresso do Espírito enquanto os outros estão presos buscando parecer o que não são. [3]


______________________________


[1] Marcos, capítulo 10, versículo 13 a 16, e Mateus, capítulo 5, versículo 3. Também os capítulos 07 e 08 do Evangelho Segundo o Espiritismo;

[2] O Evangelho Segundo o Espiritismo, capítulo 20, item 4;

[3] O Livro dos Espíritos, questão nº 828.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

©2017 Grupo Beneficente José Nunes Feller.

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram