O NOSSO DEVER

Em nosso dia a dia estamos sujeitos ao cumprimento de deveres e obrigações, seja perante a família, ao trabalho, ou nas relações sociais. Mas e quando se trata de cumprir com os deveres morais, será que estamos dando a atenção necessária? Dever moral é “a regra para se conduzir bem, quer dizer, a distinção entre o bem e o mal. Ela se funda sobre a observação da lei de Deus. O homem se conduz bem quando faz tudo em vista e para o bem de todos, porque, então, ele observa a lei de Deus.”[1] E quais são as Leis de Deus? São os dez mandamentos escritos por Moisés, e que permanecem atuais até os dias de hoje. Jesus veio nos mostrar que esses mandamentos deveriam ser cumpridos e o espiritismo tradu

O BEM PREVALECE

Todos os dias ouvimos no noticiário sobre pessoas que praticam o mal, que querem levar vantagem sobre as outras, pessoas que pensam somente em si, esquecendo de seu próximo. Temos a impressão de que essas pessoas passam sem punição quanto às suas atitudes, enquanto pessoas de bem sofrem tanto. Mas será que realmente o mal predomina? Que essas pessoas não sofrerão nenhuma consequência de seus atos? Perante a Lei dos homens essa afirmação pode até ser verdadeira, porém, se considerarmos que estamos submetidos a uma lei maior, que é a Lei de Deus, toda causa tem um efeito e toda ação, sem sombra de dúvidas terá uma reação. Basta olhar profundamente a vida dessas pessoas para perceber que elas n

O HOMEM VELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO

Segundo nosso entendimento comum relacionamos o homem velho a uma pessoa que, possuindo muitos anos de idade, consequentemente adquiriu muita experiência de vida. Ocorre que para o espiritismo a expressão “homem velho” possui outro significado. Sabemos que o objetivo de encarnarmos na Terra é o de evoluir, progredir moralmente e alcançar mundos mais felizes. Contudo, há quem ainda permaneça apegado a velhos costumes, a dogmas, e velhas crenças. Essas pessoas são os denominados “homens velhos”. O Espiritismo nos ensina que somos criados todos na mesma condição e progredimos moralmente de acordo com as escolhas e práticas que fazemos em nossas diversas reencarnações. François-Nicolas-Madeleine

A DIFERENÇA ENTRE MELANCOLIA E DEPRESSÃO

Vimos anteriormente que melancolia é um estado de tristeza, como se sentíssemos muitas saudades ou falta de algo que não conseguimos definir o que é.[1] Ocorre por diversas situações como a saudade inconsciente de irmãos que deixamos no plano espiritual ao reencarnar na Terra, ou a sensação ligada à falsa ideia de felicidade que possuímos. Já a depressão é uma doença do espírito que compromete tanto a mente quanto o corpo físico. Comumente é ocasionada por um estado de consciência no qual a inconformação com determinadas situações da vida nos leva a entrar em tristeza profunda. A melancolia é um estado momentâneo e passageiro, a depressão é um estado constante e duradouro. É preciso ficar at

EURÍDICE CUNHA, A SINHAZINHA

Filha de Dona Meca e Sr. Mogico, Eurídice Miltan Cunha, ou Sinhazinha como era conhecida, nasceu em 07/12/1889 na Estação do Cipó, Sacramento, Minas Gerais, onde a família residiu por poucos anos. Um pouco mais nova de Eurípedes Barsanulfo, Sinhazinha sempre teve bastante afinidade com o irmão, trabalhando junto com ele nas tarefas da obra cristã. Auxiliou Eurípedes Barsanulfo por vários anos no atendimento da Farmácia Espírita Esperança e Caridade, nas dependências do comércio Casa Mogico, e nas variadas tarefas do Colégio Allan Kardec. Sinhazinha casou-se com o Major Ataliba José da Cunha em 08/03/1915, com quem teve 12 filhos, dentre os quais Heigorina Cunha em 1923 e Neonir Cunha em 1927

QUEM SÃO OS “SÃOS” E QUEM PRECISA DE REMÉDIO?

Em uma passagem d´O Evangelho Segundo o Espiritismo encontramos a seguinte afirmação de Jesus: “Os são não têm necessidade de médico, mas os doentes”. [1] Na língua portuguesa “são” tem o significado de sadio, aquele que está em perfeito estado de saúde, mas também é usado para atribuir uma qualidade a um indivíduo. Quando falamos em espiritismo, sabemos que a perfeição está diretamente ligada à moral. Partindo desse princípio, é fácil compreender porque alguns homens que viveram sobre a Terra receberam essa qualificação. Foram seres que praticaram em seu dia a dia os ensinamentos de Jesus, desprendidos das coisas materiais. São os “Sãos” que não precisam mais de remédio porque compreenderam

HEINRICH HEINE

Christian Johann Heinrich Heine foi um poeta alemão que, depois de seu desencarne, participou junto com outros espíritos, do livro “O Evangelho Segundo o Espiritismo” de Allan Kardec, no capítulo 20: Os Trabalhadores da Última Hora. Nasceu em Düsseldorf, na Alemanha, no dia 13 de dezembro de 1797. Seu pai era comerciante de tecidos e quando os negócios faliram, encaminhou seu filho aos cuidados de um tio que residia em Hamburgo. Apesar do incentivo do tio para que Heinrich seguisse a profissão do pai, isto nunca ocorreu, pois não possuía interesse. Em 1825 formou-se em Direito, mas não seguiu a carreira, pois descobriu que sua paixão era pela literatura. Assim, começou a escrever muitas poes

LIDANDO COM A ANSIEDADE

Quantas vezes você quis chegar logo nos seus objetivos? Ou quantas vezes você quis que terminasse logo uma situação de sofrimento ou ficou com medo de que ela viesse a acontecer? É inegável que a ciência tem estudado a ansiedade, seus efeitos no corpo e a eficácia de diversos tratamentos. Mas também é inegável que conhecer qual a sua relação com o Espírito facilita muito lidar com a situação. A ansiedade pode ser definida como um estado emocional de angústia gerada por um desejo intenso ou pela expectativa de um futuro. Em outras palavras, é a inquietação por algo que ainda não aconteceu. Além de todo o desconforto gerado na mente e no corpo, no estado de ansiedade o momento presente acaba p

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Procurar por tags

©2017 Grupo Beneficente José Nunes Feller.

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram