FÉ E AMOR - O PRIMEIRO CENTRO ESPÍRITA DO INTERIOR MINEIRO

O centro espírita Fé e Amor faz parte da história do espiritismo no Brasil. Foi fundado no ano de 1900 na Fazenda Santa Maria, em Minas Gerais, por Senhor Mariano.

Recém-casado, Sr. Mariano morava na Fazenda Santa Maria e nessa época fenômenos estranhos passaram a acontecer em todas as casas da cidade de Sacramento. Portas e janelas, mesmo trancadas, abriam-se e fechavam-se sozinhas à noite, ouviam-se pedradas nos telhados, utensílios domésticos flutuavam pelas casas, entre tantas outras situações até então incompreendidas pelo povo humilde e predominantemente católico.

Mariano tinha trabalhado como contador na cidade de Paineira (atualmente Peirópolis) e lembrou-se que seu antigo patrão, Frederico Peiró, após frequentar reuniões mediúnicas e receber diversos esclarecimentos, converteu-se ao espiritismo no final do século 19, recorrendo então a ele para tentar solucionar os fenômenos que estavam acontecendo na cidade.

Juntos eles ouviram todos os relatos da população e presenciaram vários fenômenos de efeitos físicos. Peiró sugeriu então que fossem feitas reuniões entre os moradores para que os espíritos pudessem se comunicar.

Em uma das reuniões, realizada no dia 28/08/1900, na casa de Sr. Mariano, vários espíritos se comunicaram, inclusive o recém desencarnado Dr. Adolfo Bezerra de Menezes. Este espírito escreveu uma mensagem através das mãos de Sr. Mariano com o nome de todos membros da diretoria e no final a seguinte frase: “está fundado o Centro espírita Fé e Amor”.

De aí em diante teve início um grande trabalho de evangelização e amor ao próximo, tornando Santa Maria um pólo mediúnico e o berço da doutrina espírita no Brasil central. A sede do Centro funcionava na casa do Sr. Mariano, no entanto as reuniões eram realizadas em vários locais, inclusive nas casas de outros frequentadores. A construção material do Centro Espírita Fé e Amor só foi concluída após 1930. Mantendo a mesma arquitetura, o local encontra-se aberto e em funcionamento até os dias de hoje.

Nos anos seguintes à fundação do Centro Espírita Fé e Amor, as atividades espíritas provocaram espanto, críticas e grandes protestos dos habitantes da própria cidade e até mesmo de regiões vizinhas. A manifestação de espíritos como Bezerra de Menezes, João O Evangelista, São Vicente de Paulo e a cura de doenças na época incuráveis, geraram polêmicas, mas por outro lado trouxeram alegria aos aflitos que tinham em Santa Maria uma esperança.

Com todas as suas atividades pautadas no amor e na caridade, como determina o Evangelho de Jesus, o Fé e Amor difundiu a Doutrina Espírita espalhando sua luz por toda a redondeza como Peirópolis, Sacramento, Conquista, Uberaba, Araxá, Franca, Ribeirão Preto, Igarapava, Palmelo (em Goiás), enfim todo o Triângulo Mineiro, o Norte do Estado de São Paulo e o Sul do Estado de Goiás.

Não podemos deixar de citar que foi através do Sr. Mariano, e em uma das sessões mediúnicas na Fazenda Santa Maria, que Eurípedes Barsanulfo, seu sobrinho, conheceu e compreendeu o espiritismo, tornando-se médium e outro grande benfeitor.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

©2017 Grupo Beneficente José Nunes Feller.

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram