ERNESTO BOZZANO


Ernesto Bozzano foi um grande pesquisador dos fenômenos espíritas, nasceu em 9 de janeiro de 1862, em Savona, província de Gênova, na Itália. Era o quarto dos cinco irmãos de uma família considerada rica. Desde jovem sempre se interessou por assuntos relacionados à Psicologia, à Filosofia, à Parapsicologia, à Astronomia, e às Ciências Naturais.

Quando completou 14 anos de idade, seu pai o convenceu a abandonar seus estudos e a empreender em um trabalho que não era interessante para ele. Ernesto decidiu não abandonar os estudos e dedicou-se a leituras humanísticas e filosóficas. Antes de se converter ao Espiritismo, foi materialista, cético e positivista.

Bozzano foi professor da Universidade de Turim, era um pesquisador dedicado e esforçado. Somente após ler diversas outras obras é que resolveu dedicar-se aos fenômenos espíritas, através das obras de Allan Kardec e outros médiuns espíritas.

Bozzano publicou cinquenta e duas obras que tratavam de cada área e de cada aspecto da metapsíquica: telepatia, psicocinese, mediunidade em geral, etc.

O conteúdo dessas obras foi catalogado por meio de um classificador alfabético um método prático, que permite pôr à frente os seus conhecimentos teóricos com as pesquisas experimentais. Dentre as obras escritas por Bozzano, destaca-se A Crise da Morte, A Hipótese Espírita e as teorias Científicas, Animismo ou Espiritismo, Comunicações Mediúnicas entre Vivos, Pensamento e Vontade, Fenômeno de Transfiguração, Metapsíquica Humana, Os Enigmas da Psicometria, Fenômenos de Talestesia, etc.

Ernesto organizou um grupo experimental para realizar um estudo profundo, do qual participaram muitos professores da Universidade de Gênova, e fundou na cidade a primeira Sociedade de Estudos Psíquicos: o Círculo Científico Minerva, onde faz experiências entre 1891 e 1906. Tal Círculo promoveu, durante quatro anos, magníficas pesquisas nas quais os experimentadores registram manifestações de toda espécie de provas de identificação espírita.

Em função do intenso trabalho desenvolvido, esse pequeno grupo propiciou vasto material à imprensa italiana e, ultrapassando as fronteiras, chegou a vários países.

Ernesto Bozzano desencarnou no dia 24 de junho de 1943 em Savona, Itália, aos 81 anos. Quando da sua morte, seu parceiro de trabalho, Gastoni de Boni (1908-1986), herdou toda a sua biblioteca e criou, então, uma sociedade chamada de Fondazione Biblioteca Bozzano De Boni. A fundação existe até os dias atuais, possui um site e amplo acervo das obras de Bozzano, muitas das quais desconhecidas para o público.

Fontes:

- Site Folha Espírita;

- Site Autores Espíritas Clássicos.

- Site União Espírita Mineira (UEM)

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

©2017 Grupo Beneficente José Nunes Feller.

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram