AUTA DE SOUZA


Auta de Souza foi uma poetisa brasileira que faleceu aos 24 anos de idade devido à tuberculose.

Durante sua curta jornada na Terra, e apesar de seu problema de saúde, dedicou-se à educação de crianças.

Nascida em 12 de setembro de 1876 na cidade de Macaíba, localizada no Rio Grande do Norte, aos três anos de idade ficou órfã de mãe, Dona Henriqueta Leopoldina Rodrigues de Souza, perdendo seu pai, Sr. Elói Castriciano de Souza, menos de dois anos depois.

Após o falecimento de seus pais, mudou-se para a chácara dos avós maternos, localizada em Recife, junto com seus 4 irmãos.

Alfabetizada por professores particulares, aos oito anos lia para crianças, mulheres pobres e para os escravos que moravam na região.

Aos 12 anos foi matriculada no Colégio São Vicente onde aprendeu Literatura, Música, Desenho, Inglês, Francês, entre outros, o que a permitiu tomar contato com obras estrangeiras de artistas renomados como Vítor Hugo, entre outros

Em 1890, quando contava com 13 anos, começou a se manifestar a doença que a levaria ao óbito.

Porém, antes de seu desencarne ocorrido em 07 de fevereiro de 1901, Auta de Souza contribuiu como escritora para a revista “Oásis” e para os jornais “A República”, “O Paiz” e “A Tribuna”, além de publicar a primeira edição de seu único livro em vida, “Horto!”, obra marcada pela dor, mas também pela fé cristã, sempre presente em sua vida.

A obra produzida em vida teve reconhecimento, tendo sido reeditada por mais 4 vezes.

Cem anos após seu desencarne, colaborou para a obra espírita, através da mediunidade de Chico Xavier, escrevendo o livro “Auta de Souza”, contendo poemas que traduzem a sensibilidade da “maior poetisa mística do Brasil”, nas palavras de Luís da Câmara Cascudo, biógrafo de Auta de Souza.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

©2017 Grupo Beneficente José Nunes Feller.

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram