EXISTEM VIDAS EM OUTROS PLANETAS?


Jesus disse: “Há muitas moradas na casa de meu Pai”[if !supportFootnotes][1][endif]. E não fica difícil entender essa afirmação quando olhamos o universo. Impossível acreditar que de todos os bilhões de galáxias que existem no Universo, somente o planeta Terra seja habitado.

Então quem seriam esses habitantes afinal? Apenas espíritos que se encontram vivendo em outros planetas, conforme nos esclarece o espiritismo, através das obras de Allan Kardec e Chico Xavier.

No “O Livro dos Espíritos”, encontramos diversas respostas às perguntas de Kardec afirmando a existência de vida em outros mundos, alguns mais avançados e outros menos do que a Terra.

A Revista Espírita, de março de 1958, trouxe dois artigos comentando sobre o assunto. O primeiro deles intitulado “A pluralidade dos mundos” e o outro “Júpiter e alguns outros mundos”.[if !supportFootnotes][2][endif]

Neles somos esclarecidos que ainda não pudemos perceber a vida em outros planetas, pois os seres que neles habitam possuem uma constituição física diferente da nossa e que nossos sentidos limitados não podem perceber.

Através da ciência e com o avanço da tecnologia, os cientistas puderam conhecer um pouco sobre os outros planetas do sistema solar. Diz-se que a Lua não possui atmosfera nem água. Que em Mercúrio sua temperatura é elevada devido à proximidade com o Sol e em Saturno ocorre justamente o contrário, o frio é extremo.

Pensando nessas condições, evidente que os seres que habitam nesses planetas possuem constituição física adaptada ao seu meio e certamente diferente das que conhecemos.

Aqui mesmo no Planeta Terra não observamos seres que vivem sobre a terra, sob a água, em temperaturas extremas de frio e calor?

Portanto, não podemos afirmar com certeza que não existe vida em outros planetas só porque não enxergamos ou não temos conhecimento.

Pensar que Deus criou todo o universo somente para nossa contemplação seria muito egoísta. Como questionou Allan Kardec: “Qual seria, então, a utilidade desses outros milhões de globos imperceptíveis a olho nu, e que não servem nem mesmo para nos clarear?” [if !supportFootnotes][3][endif]

Devemos usar da fé raciocinada e da própria ciência que vem comprovando a existência de vidas em outros planetas.

Assim, da próxima vez que olharmos para o céu vamos observar as estrelas com um olhar diferente.

[if !supportFootnotes]

[endif]

[if !supportFootnotes][1][endif] O Evangelho Segundo o Espiritismo, Capítulo III, Há muitas Moradas na Casa de Meu Pai (São João, cap. XIV, v. 2)

[if !supportFootnotes][2][endif] Revista Espírita, Jornal de Estudos Psicológicos, Primeiro ano 1858, Março

[3][endif] Revista Espírita, março de 1858, A Pluralidade dos Mundos

[if !supportFootnotes]

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

©2017 Grupo Beneficente José Nunes Feller.

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram