A IMPORTÂNCIA DO ERRO PARA NOSSA EVOLUÇÃO


Todos nós caminhamos em direção ao progresso e à evolução, e através da reencarnação passamos por diversas experiências de vida que não só nos ajudam a desenvolver a inteligência, como também a cumprir nossa parte na obra da criação.[i]

Nossa evolução acontece pouco a pouco, passando por variadas experiências de vida para aprender as leis de Deus, a causa dos sofrimentos, a consequência das nossas escolhas, a diferença entre nossas necessidades reais e as necessidades ilusórias, experimentando por nós mesmos, entre falhas e acertos, as soluções que cabem.

Todas as nossas condutas geram consequências que mais cedo ou mais tarde retornam para nós. Se não imediatamente na mesma vida, certamente algumas reencarnações depois.

Quando falhamos no nosso livre arbítrio, tendo uma conduta que não é de amor e respeito ao próximo, essa será a consequência que iremos enfrentar. Quer dizer que se não cultivarmos as afeições, vamos reencontrar nossos desafetos.

Isso vale também quando falhamos perante a nós mesmos. Os desperdícios e excessos do corpo vão nos trazer as doenças e deficiências; o abuso das emoções gera o desequilíbrio; esbanjar os bens materiais vai resultar na escassez de recursos.

Nos dois casos, o sofrimento causado pelo erro vai exercitar nossa inteligência, despertando em nós a necessidade de uma conduta nova capaz de trazer a paz e o equilíbrio.

Diante daqueles que desrespeitamos num passado, e que feridos nos fazem agora chorar, devemos o amor, a compreensão, o perdão. Diante das doenças e deficiências, aprendemos a dar valor à saúde e cuidar melhor do nosso corpo e mente, como também aprendemos a não esbanjar os recursos materiais quando eles se tornam escassos para nós.

Mediante as falhas e suas consequências, compreendemos mais diretamente que a vida corporal, em cada experiência, é a oportunidade que cada um de nós temos para construir a paz que tanto desejamos.

A reencarnação comprovada pelo Espiritismo mostra o amor grandioso de Deus, que sempre nos dá uma nova chance de recomeçar uma tarefa mal sucedida em benefício da nossa evolução.




[i] O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. 4, item 25. Ver também O Livro dos Espíritos, pergunta 132;

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

©2017 Grupo Beneficente José Nunes Feller.

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram