INÁCIO DE ANTIOQUIA



Inácio de Antioquia mostrou grande coragem ao se opor a dogmas da época e divulgar abertamente a vida e as lições de Jesus. Procurou ser fiel e bastante zeloso quanto ao seu sentido verdadeiro.

Nasceu provavelmente por volta do ano 30 ou 35 e acredita-se que tenha sido discípulo de João Evangelista. Inácio era conhecido como “Theóforos”, ou "Portador de Deus", devido à crença de que era ele o menino que Jesus chamou para perto de si dizendo “deixai vir a mim as criancinhas, e não as impeçais, porque o reino dos céus é para aqueles que se lhes assemelham”. [1]

Foi o segundo a suceder Pedro em Antioquia, atual cidade de Antáquia, na Turquia. Foi preso em 107 d.C. por ordem do reinado de Trajano e levado da Síria à Roma [2], onde seria jogado aos leões por ser seguidor de Jesus.

Divulgou as lições de Jesus no percurso dessa viagem atendendo aos que iam visitá-lo e também escrevendo cartas para outras regiões [3] e para o amigo Policarpo.

Nessas cartas, Inácio demonstrava sua fé, serenidade, resignação, e incentivava o ânimo dos seguidores do Evangelho. Também apontava diretamente os comportamentos contrários que começavam a se infiltrar nos primeiros grupos cristãos.

Policarpo afirmou aos Filipenses que dessas cartas se poderia “tirar grande proveito, já que estão cheias de fé, de paciência e de toda edificação concernente a nosso Senhor”. [4]


__________________________


[1] Marcos, capítulo 10, versículos 13 a 16;

[2] Parte X da Carta aos Tralianos;

[3] Carta aos Efésios, aos de Magnésia, aos de Trales, aos Romanos, aos de Filadélfia e aos de Esmirna;

[4] “História Eclesiástica”, de Eusébio de Cesaréia, Livro III, item XXXVI.

Posts Em Destaque
Posts Recentes